No Giro do Tempo IV - A Homossexualidade sob a Luz da Espiritualidade | No Giro do Tempo - Livros Espiritualistas

No Giro do Tempo IV – A Homossexualidade sob a Luz da Espiritualidade

O homossexualismo sob a luz da espiritualidade, é um dos mais pesados carmas existentes”, falou Germano (pai) quando Rodrigo (filho) assumiu sua homossexualidade. Com a morte da mãe, Rodrigo estava começando sua jornada na busca de saber quem ele realmente era sexualmente falando. Ele sabia que a cruzada na busca do seu “Santo Graal” não seria uma jornada fácil e mesmo que esta questão tivesse uma solução, o que estava por vir poderia ser ainda mais angustiante.

Realmente, ser gay é muito difícil. O pai de Rodrigo estava certo. Sem vitimismo, mas vendo a realidade como esta se apresenta, ser gay é crescer se achando errado, o que não é nada bom quando um individuo está se desenvolvendo. Segundo a maioria das religiões, somos amaldiçoados por Deus. Mas, se Deus fez tudo o que há na Terra, porque justamente nós, os gays, seriamos amaldiçoados? Que teríamos feito de tão errado? “A homossexualidade sob a luz da Espiritualidade” de Mariza Bandarra responde a esta pergunta. E outras.

Quando criança, os exemplos na TV eram, e de alguma forma continuam sendo, fracos. Eles são quase todos caricatos. Parece que não existe “gay normal” no mundo. Você já viu um casal gay numa novela em que eles vivessem os prazeres e as dores de terem uma vida em comum como qualquer casal heterossexual? E que pudessem se beijar na boca como qualquer outro casal heterossexual? Não.

Você já viu algum cara numa mesa de bar, entre um chope e outro, falasse que era gay e continuasse a conversa como se nada tivesse acontecido? Provavelmente não. Ser gay é ser o patinho feio da estória, é o diferente, o exótico. Ser gay é um estigma, um carma como disse acertadamente o pai do nosso protagonista.

Mesmo assumindo sua sexualidade para sua família (pai e irmã), Rodrigo intuitivamente sabia que uma pessoa gay não assume sua orientação sexual somente uma vez na vida. Aquela cena se repetirá ad aeternum. Ele passará a vida fazendo isto. Cada nova pessoa que entrar na sua vida, seja o colega novo de trabalho, seja o vizinho que acabou de mudar-se ao lado, ele tentará de uma forma blasé repetir aquela cena decorada em que as reações são sempre uma incógnita. De vez em quando ele se cansará e sentirá vontade de pular esta parte da conversa.

“A homossexualidade sob a luz da Espiritualidade”, escrito em forma de romance aonde os personagens circulam pela obra servindo para trazer diferentes perspectivas sobre a homossexualidade para Rodrigo. O porquê de se nascer homossexual, casamento gay, adoção, assumir ou não a homossexualidade e pra quem assumir, a perspectiva lésbica do universo gay e outras informações que Rodrigo ansiava/necessitava saber.

Como educador, tenho certeza que esta obra será de extrema utilidade para jovens em busca de sua verdadeira identidade sexual. Para este garoto(a) que está começando a ler este livro, vai uma gota de informação que poderá ajudá-lo(a) durante este processo, “o amor é a chave para a solução das maiores provas da vida!”. Que as tuas decisões sejam as melhores para o seu crescimento espiritual.

Aldo Picini, MS in Communication, Florida International University, EUA.&

DOWNLOAD DO LIVRO downloadpdf

Publicar um comentário